Buscar por:

Saúde e Segurança do Trabalho na Construção Civil

10/02/2021 - Segurança do Trabalho - por Thiago Avelino

Construção civil: um dos setores de maior risco para os trabalhadores

Os números não mentem: a construção civil é um dos pilares da economia brasileira. Porém, o que chama atenção é o alto índice de acidentes registrados neste setor. Como demonstram dados do Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT) de 2017, 5,46% dos acidentes de trabalho em todo o país aconteceram no setor da construção civil.

Neste artigo, vamos além das informações sobre os principais tipos de acidentes ou maneiras de lidar com incidentes e acidentes de trabalho na construção civil. O propósito aqui é levar você, técnico ou engenheiro em Segurança do Trabalho, profissional de Recursos Humanos ou até mesmo proprietário de um negócio, a uma reflexão profunda sobre como transformar a sua obra, projeto ou empresa de construção civil em ambiente mais produtivo e seguro, de modo a construir iniciativas mais eficientes e competitivas.    


Gestão eficiente em saúde e segurança na construção civil

Há perfis variados de empresas que necessitam atender a legislação trabalhista. Aqui nós iremos destacar as organizações que já podem tomar a decisão imediata de mudar, nas quais existe mais praticidade na implementação das mudanças. Estas trarão maior eficiência e segurança jurídica para sua empresa!


a) Empresas que possuem muitos gastos com EPI

Em muitas organizações, investimentos em equipamentos de proteção individual representam cerca de 70% dos gastos com Saúde e Segurança do Trabalho, como constatado pela percepção de mercado da SafetyTec. Portanto, promover o controle de entrega e uma gestão de gastos com EPI são fundamentais para controlar o consumo e, por consequência, os gastos exagerados. A otimização da gestão de EPIs possibilita um melhor aproveitamento dos recursos para atividades mais críticas, como treinamentos, orientações aos colaboradores e, no caso do RH, o controle de pessoal.

Se você quer saber como fazer a gestão eficiente do seu EPI, conheça o BuscaEPI Control!

b) Empresas que contratam terceiros 

Para empresas que contratam terceiros, é indispensável a contratação de fornecedores de produtos e serviços confiáveis. As consultorias em SST são um exemplo desse tipo de fornecedor, pois precisam ser mais que prestadores de serviços: precisam ser uma extensão da gestão da sua empresa. Não tome esta decisão somente pelo preço, pois ela pode custar caro!

c) Empresas que precisam de um profissional de gestão

Contratar ou formar-se um profissional de saúde e segurança do trabalho produz um ponto de vista crítico e perfil de gestor. O profissional da SST colabora muito para evitar problemas com a justiça trabalhista, evitar gastos desnecessários e, principalmente, seu ponto de vista clínico contribui para o aumento da eficiência dos colaboradores, mediante treinamentos, identificação de situações de risco e o mapeamento de melhorias nos locais de trabalho. Essas iniciativas impactam diretamente a qualidade do serviço e possibilitam melhores condições para o trabalhador.

EPI como ferramenta de impacto e eficiência da Construção Civil

Recentemente o IBTeC, Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, realizou estudos para testar a eficiência dos calçados de proteção utilizados pelos trabalhadores. O que se descobriu não foi exatamente uma surpresa para os pesquisadores: é muito comum que a curva de produtividade da maioria dos profissionais em qualquer atividade tenda a diminuir após o almoço, porém, o que se descobriu é de que esta produtividade pode cair em até 40% se o calçado de proteção for de baixa qualidade. O motivo é relativamente simples: o calçado de baixa qualidade pode até oferecer proteção, mas se deixa a desejar na qualidade, provoca fadiga, incômodo, déficit de atenção e leva a perda de produtividade. Como são nos detalhes que as empresas podem se tornar competitivas, recomendamos um olhar muito atento à cada interferência na produtividade!

Outro fator, não menos importante, é a escolha do produto, que vai desde o levantamento técnico do EPI apropriado, passando pela escolha do fornecedor, o preço e, sobretudo, o custo-benefício. Ou seja, na hora da escolha do EPI que será mais eficiente, confortável e com preço justo, consulte o fabricante de confiança como, por exemplo, a Kadesh Equipamentos Profissionais: a empresa possui uma equipe de especialistas que está preparada para lhe dar a melhor orientação, pois é o fabricante pioneiro na fabricação de calçados e botas de proteção para a indústria da construção civil!

Fornecedores confiáveis para diminuir os riscos:

O mercado está passando por muitas transformações, uma delas é na fabricação de equipamentos de proteção individual, sobretudo calçados de proteção, que já há alguns anos está investindo em pesquisas para a melhora dos EPI’s, os quais chegam cada vez mais bonitos, duradouros e, claro, confortáveis.

Entretanto, esses fatores não são suficientes para neutralizar os problemas e melhorar a eficiência dos processos das empresas, principalmente as da construção civil, onde o tempo é ainda mais precioso. Por este motivo, vamos listar a seguir algumas dicas para melhor lhes atender!
 

Dica para você ficar por dentro do assunto: Entenda mais sobre Gestão de EPI através de artigo da SafetyTec!


a) Comprar equipamentos de proteção individual com fornecedores confiáveis é muito comum e importante, mas nem sempre os que estão próximos à você são a melhor opção, o motivo é claro: atualmente, existem inúmeros distribuidores grandes de EPI, com centros de distribuição espalhados por todo o país. Essa grande área de abrangência favorece o acesso da sua empresa a uma logística de distribuição que por muitas vezes é mais vantajosa em relação ao preço e, se bem programada, até mesmo em função do prazo de entrega. Aproveite!

b) Os fabricantes de EPI contam com uma equipe de profissionais especialistas que tem o propósito de orientar para a melhor compra e que dão assessoria tanto para os compradores quanto para os revendedores. Portanto, recomendamos que sua empresa analise profundamente os fornecedores, não somente pelo preço, mas principalmente pelo suporte pós compra.

Para finalizar, nossa sugestão é: tenha uma atenção especial para a eficiência. Empresas que são prestadoras de serviços ou têm filiais em lugares distintos e precisam comprar EPI podem centralizar as compras em uma das suas unidades, de modo a economizar tempo, possibilitar melhor negociação de preços de EPI e, sobretudo, diminuir o risco de estoque deficiente. Desse modo, pode-se garantir mais segurança para os seus processos e trabalhadores!

Gostou das dicas? Acompanhe nosso blog para ficar informado sobre Saúde e Segurança do Trabalho e siga-nos nas  redes sociais!
SafetyTec

 

Sobre o autor: Thiago Avelino Co-Fundador & CEO da SafetyTec do Portal ConsultaCA, SafetyEAD e BuscaEPI, Profissional de Segurança do Trabalho com 15 anos de Know How. Iniciou sua carreira prestando serviços para empresas de Engenharia em projetos de construção de grande porte como em Refinarias de Petróleo, Papel e Celulose e Metalurgia. Criador de conteúdo digital de SST. Mediador de debates, atuou como Auditor Bureau Veritas e também Lecionou no Senai PR.
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Manter-me conectado
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!