Buscar por:

Oportunidade para Revenda de EPIs com o eSocial

19/08/2019 - eSocial - por Suprema Luvas


Seja bombeiro, vidraceiro, eletricista ou forneiro, muitas atividades laborais acabam pondo em risco a integridade dos colaboradores e, por isso, há a necessidade de utilização de determinados equipamentos de proteção, conhecidos pela sigla EPI. A obrigatoriedade do uso desses produtos é garantida por lei e a orientação e fiscalização devem ser realizadas por especialistas em saúde e segurança do trabalho.

Entretanto, embora haja um esforço para a diminuição dos índices de acidentes laborais, o número de casos no país ainda é alarmante: por ano, aproximadamente 700 mil acidentes são registrados pela Previdência Social e uma morte é contabilizada a cada três horas e 40 minutos.

Na tentativa de minimizar esse trágico índice, o Mercado de EPI, principalmente dos EPIs para Alta Temperatura como os Conjuntos Aluminizados, tem ganhado cada vez mais espaço e, agora, com a implantação do eSocial, é que a venda desses equipamentos promete deslanchar!

O impacto do eSocial na Saúde e Segurança do Trabalhador

O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) foi criado em 2014, pelo decreto nº 8373, com o objetivo de ser uma ferramenta de reunião e padronização desses itens. O programa é fruto de uma ação conjunta entre órgãos e entidades do governo federal, dentre eles a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Segundo o governo federal, esse sistema de registro permite que as 15 obrigações empresariais com burocracia, relacionadas ao trabalho, previdência e fiscalização, sejam simplificadas como, por exemplo, a folha de pagamento que será informada ao governo e disponibilizada no eSocial. Além disso, é preciso que todas as empresas realizem periodicamente o envio de suas informações.

Agora, para a população, o eSocial têm o objetivo de ser uma ferramenta de garantia dos direitos trabalhistas e da previdência, melhorando a comunicação, qualidade e troca de informações sobre o assunto. A ferramenta possibilita um fácil acesso não só aos trabalhadores, mas ao governo que pode fiscalizar melhor e oferecer multas às empresas que descumprirem qualquer norma.

Possibilidades e desafios para as Revendas

O eSocial vem sendo implementado aos poucos e, de acordo com a Agência Brasil, quando estiver totalmente implementado, reunirá informações de mais de 4 milhões de empresas e entidades, sejam elas públicas ou privadas. Mas como ele poderá fortalecer o mercado de Revendas de EPIs?

Atualmente, a fiscalização pelo Ministério do Trabalho (atual Secretaria Especial de Previdência e Trabalho – SEPT) é realizado eventualmente, o que faz com que muitos empreendedores negligenciem a oferta de EPIs aos seus funcionários. Entretanto, com o funcionamento do eSocial, será praticamente impossível que as empresas cumpram suas obrigações parcialmente, aumentando assim a venda de EPIs.

A exemplo disso, poderíamos citar EPIs como o Capuz de Segurança, tipo Balaclava, que dentro desse cenário poderia ser facilmente identificada a sua ausência, auxiliando nas revendas desse segmento de proteção no ambiente de trabalho.

Assim, a implementação do eSocial ajudaria na expansão do mercado consumidor de empresas de EPI. Afinal, para estar dentro das novas exigências, caberá ao empreendedor oferecer equipamentos adequados, além da realização de substituições eventuais de acordo com o uso e a validade do EPI.

Nesse cenário terão destaque as empresas que, assim como a SUPREMA, zelam pela qualidade de seus produtos e oferecem um catálogo variado de EPIs testados e certificados. Mas, vale ressaltar, que o maior ganho será do funcionário que poderá exercer seu trabalho tranquilamente sabendo que, mesmo exposto a riscos como o calor radiante, por exemplo, terá sua integridade garantida.

Mas e você, concorda que o eSocial é uma ferramenta que pode alavancar a Revenda de EPIs no Brasil? Compartilhe sua opinião conosco!

Abraços,
Pedro Bezerra

Gostou deste artigo? Caso queira receber mais informações relacionada a este assunto, deixe seu contato nos campos abaixo:
Sobre o autor: Suprema Luvashttps://supremaluvas.com.br/ Há mais de 19 anos no mercado a SUPREMA se destacou na fabricação de Luvas e Vestimentas para diversos segmentos, como construção civil, metalúrgicas, siderúrgicas entre outros.
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Manter-me conectado
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!