Buscar por:

Proteção com Alta Eficiência e Conforto para atividades em Cozinha

04/10/2017 - EPI - por Thiago Avelino

Atividades em atmosferas alimentícias, sobretudo na preparação de alimentos como em Panificadoras e Cozinhas, sempre exigiram muito cuidado em função dos riscos iminentes de acidentes e também pela falta de percepção de riscos pelos trabalhadores.





Quando falamos em “Riscos iminentes”, podemos destacar alguns principais como: 

  • Quedas em função do piso muitas vezes úmido ou molhado;
  • Respingos de condimentos sobretudo Gordura/Óleo Quente;
  • Cortes por manuseio de ferramentas cortantes como facas ou descascadores;

Não podemos deixar de destacar os riscos secundários destas atividades, porém, não menos contundentes como os Químicos e Biológicos (em função do manuseio de produtos de higiene e limpeza e a realização das atividades propriamente ditas). E claro os ergonômicos, que são oriundos da postura muitas vezes incorreta na execução das atividades.

Mas neste artigo, vamos falar especialmente de alguns Equipamentos de Proteção de Alta Performance utilizados em cozinhas industriais e que também podem ser utilizados por qualquer trabalhador exposto aos riscos citados acima, mesmo que em cozinhas de menor porte ou outra atividade qualquer .

Para tal, precisamos antes informar do que alguns destes Equipamentos são confeccionados. Não somente os mangotes e luvas das quais iremos tratar neste artigo, mas também vestimentas e calçados de proteção, utilizam em sua composição na maioria das vezes, um material que se chama “ARAMIDA”, que consiste em uma fibra sintética muito resistente e leve. Trata-se de um polímero resistente ao calor e cinco vezes mais resistente que o aço por unidade de peso:

Outras utilidades da “ARAMIDA” são: fabricação de cintos de segurança, cordas, construções aeronáuticas, velas, coletes à prova de bala, linhas de pesca, de alguns modelos de raquetes de tênis, na composição de alguns pneus, para fitas de alguns modelos de pedal de bumbo e telefones celulares.

Você que lê este artigo e tem especial interesse no mesmo, deve estar se perguntando porque EPI’s para atividades em cozinhas industriais devem ser constituídos de um material com tamanha resistência. O motivo é simples, nas cozinhas se utilizam de alguns utensílios cortantes ou perfurantes, assim como exposição contínua a superfícies aquecidas além é claro dos riscos de respingo de produtos utilizados para preparação dos seus kitutes.

Se perguntássemos a você se já se acidentou em uma cozinha, certamente sua resposta seria sim, pois qualquer um de nós adultos ao menos se cortou ou se furou preparando algo na cozinha e, vamos além, esta afirmação tem embasamento em dados e estatísticas da Previdência Social e Ministério do Trabalho, informam que mais de 1/3 dos acidentes envolvem as mãos. 

Até agora falamos sobre os riscos de acidentes e os materiais que compõem alguns EPI’s. Mas de agora em diante falaremos do realmente importa, as medidas de controle para evitá-los, o que envolve a escolha de um bom e adequado EPI. 

Quando tratamos de indústrias, sabemos que elas tem eu quadro de colaboradores, profissionais especialistas em Saúde e Segurança do Trabalho que, implementam as medidas de controle, o que não se repete em Micro, Pequenas e até mesmo em Médias empresas.

A orientação de um profissional fará toda a diferença, pois o mesmo possui proficiência para levantar os riscos existentes e adotar as medidas de controle necessárias que passam pela confecção de uma análise de risco, medidas de cunho individual e coletiva e também por treinamentos que são indispensáveis.

Listaremos então, alguns riscos que corriqueiramente são encontrados em cozinhas industriais e principalmente, informaremos as medidas de controle para evitar acidentes ou, ao menos minimizá-los:
 

Riscos de Acidentes Medidas de Controle
Quedas Adotar piso antiderrapante e onde não for possível, preservá-lo sempre limpo e seco
Queimaduras Proteger o corpo sobretudo mãos, braços e olhos com EPI’s adequados
Cortes,Perfurações e Prensamentos Utilização de facas em boas condições de uso, bem afiadas e adotar luvas compostas de malha de aço ou material anti-corte como Aramida
Explosões e Princípios de incêndio Boas condições de conservação e funcionamento dos recipientes onde os alimentos são preparados sobretudo aqueles que operam com pressão. Ter extintores de incêndio com agentes específicos para cozinha em local visível e desobstruído
Choques elétricos Preservar as instalações elétricas em bom estado de conservação sobretudo os equipamentos elétricos. Cabos elétricos sempre longe de superfícies úmidas e molhadas

  

Riscos Ergonônicos Medidas de Controle
Postura inadequada na realização das atividades Procurar fazer as atividades intervaladas. Cuidado e atenção especial no levantamento de caixas e outros materiais com peso elevado, evitando assim dores lombares
Iluminação Ficar atento ao nível de iluminação dos postos de trabalho, evitando assim fadiga por excesso de luz ou acidentes por ausência dela

  

Riscos Químicos Medidas de Controle
Manuseio de produtos químicos para limpeza e higienização dos locais de trabalho e utensílios Utilizar Luvas de proteção contra umidade e agentes químicos como neoprene, látex ou PVC por exemplo;
Importante utilizar produtos com rótulos e não reutilizar embalagens.
Alimentos com resquícios de defensivos agrícolas Buscar por alimentos com certificado de origem como os orgânicos por exemplo

  

Riscos Biológicos Medidas de Controle
Contato com locais que acumulam fungos e bactérias e até eventualmente insetos, como pias, depósitos /Estoques e os próprios alimentos Preservar os postos de trabalho sempre limpos e organizados;
Os alimentos não podem ter contato direto com o piso (Utilizar palets por exemplo) ;
Os utensílios se possível esterilizados mesmo que com água em alta temperatura e cloro;
Promover a desratização e desbaratização com periodicidade


Acreditamos que as informações tão atenciosamente oferecidas neste artigo sejam apenas o primeiro passo para transformar sua cozinha em lugar mais seguro e principalmente poder converter a organização em tempo e rendimento.

Gostaríamos de lembrar ainda que, não investir na proteção dos trabalhadores e na organização das instalações da sua empresa mesmo que ela seja apenas uma cozinha na sua casa, significa aumentar sua vulnerabilidade em relação a acidentes que, podem ter um impacto muito grande sobretudo se você que está lendo este artigo for um empreendedor autônomo, já que praticamente tudo depende de você. Desde a preparação, passando pela limpeza, entrega e administração de maneira geral.  

Terminaremos deixando abaixo a recomendação dos produtos desenvolvidos por um dos parceiros do portal ConsultaCA.com que foram criados especialmente para as atividades citadas neste artigo e que, oferecem alta performance e proteção:

BeneTherm: é uma empresa criada com base numa grande e ousada proposta, cujo objetivo é proporcionar, entre outras vantagens, conhecimento e soluções técnicas na área de beneficiamento, tratamento em tecidos técnicos, fabricação de Equipamentos de proteção individual e coletiva, uniformes profissionais e solução térmica para telhados. A BeneTherm faz parte do Marketplace de compra de EPIs: BuscaEPI.com, acesse através do endereço: https://buscaepi.com/benetherm

Gostou deste artigo? Caso queira receber mais informações relacionada a este assunto, deixe seu contato nos campos abaixo:
Sobre o autor: Thiago Avelino CEO da SafetyTec e Co-fundador do Portal ConsultaCA, SafetyEAD e BuscaEPI, Profissional Segurança do Trabalho com 11 anos de experiência, iniciou sua carreira profissional prestando serviços para empresas de Engenharia em projetos de construção de grande porte como em Refinarias de Petróleo, Papel e Celulose e Metalurgia. Envolvido com atividades de preservação da integridade física e a vida dos trabalhadores e sobretudo de gestão de Saúde e Seg. do Trabalho.Também atuou como Auditor Bureau Veritas e Lecionou no Senai PR.
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!