Buscar por:

Tipos de EPIs: quais são os mais utilizados e suas funções

02/09/2022 - EPI - por Astro Distribuidora

Os equipamentos de proteção individual (EPI) são obrigatórios em áreas que possam proporcionar riscos à integridade da saúde e segurança do trabalhador. Dependendo da atividade, podem ser requeridos alguns tipos de EPIs para diminuir riscos de acidentes de trabalho.

As principais partes do corpo que podem ser protegidas por EPIs são: audição, visão, face, sistema respiratório, cabeça, mãos, braços, pernas e pés. E também, há opções que são ideais para proteger contra quedas, como os cintos de segurança. Entretanto, é importante saber função, importância de cada dispositivo e alguns outros aspectos devem ser levados em consideração antes da aquisição. Para saber mais, continue a leitura!

Importância do uso de EPIs

Os EPIs são indicados principalmente para neutralizar riscos contra agentes agressivos ou acidentes de trabalho que podem ser ocasionados durante a realização de funções específicas, evitando assim prejuízos à saúde do indivíduo, afastamentos, doenças ocupacionais e até fatalidades.

Para cada atividade pode ser requerido equipamentos de proteção individual específico, a fim de evitar ou reduzir riscos físicos, químicos e biológicos. Fábricas, indústrias, empresas, hospitais, laboratórios, e muitas outras áreas, dependendo do cargo e função do trabalhador, podem ser obrigadas a oferecer e fiscalizar o uso desses dispositivos.

Norma Regulamentadora Nº 6 (NR-06) estabelece com determinação sobre os equipamentos de segurança, segundo o Ministério do Trabalho e Previdência. Dispõe das obrigações, tanto do fabricante, como do empregador e colaborador. Inclusive, os equipamentos de segurança devem ser disponibilizados gratuitamente pela empresa para o trabalhador.

Além disso, os EPIs devem possuir Certificado de Aprovação (CA) do fabricante, seja nacional ou importado, para garantir o padrão dos equipamentos. Fica a cargo do empregador adquirir dispositivos adequados, prestar treinamentos para o uso correto e exigir o uso, fiscalizando diariamente, entre outras obrigações. As empresas que não disponibilizarem os equipamentos adequados aos seus colaboradores podem ser multadas, além de poderem ter suas atividades suspensas até a regularização da situação.

O trabalhador também possui obrigações como: utilizar de forma correta os equipamentos para a finalidade destinada, cuidar da guarda e conservação dos itens. E ainda, sempre comunicar ao empregador ou responsável se o equipamento estiver impróprio para uso.

Quais são os tipos de EPIs e para que servem?

Para evitar situações de possíveis acidentes de trabalho é indicado o uso de equipamentos de segurança adequados para a função, quantas vezes for necessário. Assim, conseguimos promover a segurança do trabalho. Para tanto, conheça os principais tipos de EPIs e suas funções:

Calçado de segurança

São ideais para proteger os membros inferiores de agentes agressores em diversas atividades. Protegem os pés de riscos químicos e biológicos, e também podem oferecer proteção contra possíveis traumas físicos, como é o caso dos calçados com estruturas de bicos de ferro ou aço.

As botas de segurança de PVC têm a função de proteger o indivíduo contra umidade, diversas contaminações, respingos, escorregões, entre outros. São indicadas para atividades de serviços de higienização, indústrias químicas, jardinagem, pecuária, etc.

Outro exemplo são as botinas de segurança que são feitas em couro e podem possuir, inclusive, as biqueiras de ferro ou aço. Protegem contra queda de rejeitos, perfurações, escorregões, e alguns modelos podem proteger contra choques elétricos. Os segmentos indicados para o uso são a construção civil, agroindústrias, indústrias alimentícias, entre outros.

Outras opções são os sapatos e tênis de segurança, além de sapatilhas descartáveis. Todos possuem indicações para funções específicas e devem ser utilizados na numeração adequada ao indivíduo. Adquira sempre os calçados de segurança que possuem CA, boa qualidade e procedência. E assim é possível promover a segurança no trabalho e evitar acidentes.

Luvas de proteção

São comuns em diversas atividades com o propósito de proteger as mãos e os dedos. Para tanto, é essencial verificar qual é o tipo de luva de proteção ideal para a função que pretende realizar. Alguns dos principais exemplos são as luvas de proteção em algodão, anti corte, couro, látex, neoprene, poliamida, vinil, PVC, nitrílicas, térmicas, poliéster, entre outras.

Evitam riscos como perfuração, cortes, queimaduras e contaminações. São requisitadas em hospitais, laboratórios, oficinas, construção civil, entre muitos outros. O tipo vai depender da atividade ou função executada. Por exemplo, as luvas de proteção nitrílicas são indicadas para manuseio de óleos minerais, graxas e combustíveis, sendo necessárias para os colaboradores que executam essas atividades.

Protetores auditivos

E para aqueles ambientes que os ruídos e barulhos excedam 85 decibéis, que é a quantidade permitida por lei, é obrigatório utilizar protetores auditivos. Há algumas opções, como os protetores auriculares moldáveis, que são de material em espuma, e os protetores plugs, cujo seu material é silicone. São indicados para ambientes que não apresentam ruídos muito altos, e também que tenha barulhos em alguns momentos específicos, assim sendo necessário o uso pontual.

Outro tipo são os protetores auditivos abafadores tipo concha, que são aqueles que envolvem toda a orelha e possuem material acolchoado que aumenta ainda mais a proteção. São indicados para ambientes que em os barulhos sejam intensos e por momentos prolongados, sendo assim demandam uma proteção maior.

São requisitados em indústrias, fábricas, construção civil, ou qualquer outra empresa que tenha atividades que ofereçam riscos à saúde do trabalhador.

Protetores respiratórios

Muito comuns em hospitais, clínicas e laboratórios. Também podem ser utilizados em indústrias, fábricas ou qualquer outro estabelecimento que seja necessário o uso. São EPIs essenciais para proteção contra micro-organismos, poeira, gases, entre outros.

Os respiradores descartáveis são algumas das opções, como os PFF1, PFF2, PFF3 com ou sem válvula. Há também as máscaras de TNT e de tecido que também podem ser requisitadas, dependendo da função e os riscos. Por exemplo, com a pandemia do Coronavírus, o respirador PFF2 foi requisitado em diversos ambientes para proteção dos colaboradores.

Além dessas, há as máscaras semi faciais que são alternativas reutilizáveis. Esses equipamentos cobrem totalmente a área do nariz e da boca, protegendo o sistema respiratório, principalmente em ambientes que possuem substâncias nocivas.

Óculos de proteção

São opções que possuem a função de proteger os olhos de diversos agressores, como luz solar ou artificial, faíscas, respingos de produtos químicos, entre outros. Ou seja, protegem contra luminosidade excessiva ou de partículas que podem provocar lesões, por causa da dispersão de substâncias ou partículas.

Possuem uma variedade de cores de lentes que são indicadas de acordo com a situação, como azul, amarela, laranja, entre outras. Podem ser requisitados em laboratórios, indústrias químicas, ou qualquer outro segmento que ofereça risco à saúde dos olhos.

Capacetes de segurança

Muito comum em canteiros de obras, os capacetes de segurança são fundamentais para proteção da cabeça, em ambientes que oferecem riscos de queda de materiais que possam provocar lesões e denegrir a integridade do trabalhador. Também são indicados para indivíduos que trabalham em altura, marcenaria, petroquímica, entre outros.

Esses são os principais equipamentos de proteção individual, mas há muitos outros como: aventais, vestimentas, equipamentos para trabalho em altura, etc. Todos os itens estão descritos na NR-06 e devem ser utilizados com responsabilidade e de forma correta, para assim promover a segurança do trabalho. Verifique cada tipo de EPI e sua função para ter conhecimento sobre todas as informações do dispositivo. Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos!

Quer receber mais informações relacionadas a Saúde e Segurança do Trabalho?
Preencha o formulário para se cadastrar na nossa newsletter!
Sobre o autor: Astro Distribuidorahttps://www.astrodistribuidora.com/ Referência na área de EPIs, a Astro está há mais de 9 anos no mercado, oferecendo EPIs de qualidade para empresas poderem trabalhar com segurança e conforto. Com mais de 4 milhões de EPIs vendidos para mais de 22 mil clientes pelo Brasil, a Astro produz conteúdos focados em garantir conhecimento e informações necessárias para empresários cuidarem e assistirem a segurança de seus funcionários.
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Manter-me conectado
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!