Buscar por:

O que analisar na compra de um EPI: como escolher e usar

15/04/2021 - Educação - por Nortel

O Equipamento de Proteção Individual (EPI) é essencial para a segurança dos trabalhadores. Entretanto, para garantir sua eficácia, é necessário analisar muito bem a qualidade dos itens: quais medidas de proteção coletivas foram consideradas? O equipamento cumpre as normas técnicas? O material é de qualidade e proporciona conforto?

Para te ajudar a escolher os melhores equipamentos do mercado, reunimos neste artigo as dicas fundamentais para todo bom comprador. Boa leitura!

A importância dos EPIs

Quando o assunto é segurança, a prioridade é garantir a vida e a saúde de todos os colaboradores. Nesse sentido, o EPI é essencial porque tem como objetivo proteger o trabalhador contra possíveis riscos de saúde e segurança ocupacional, conforme a atividade exercida. 

Uma característica importante  é a individualidade do equipamento de segurança: cada colaborador deve possuir seu próprio EPI, a fim de evitar riscos à higiene do trabalho e outros problemas relacionados à segurança. 

Outro ponto importantíssimo é a aprovação do EPI de acordo com as normas e o Certificado de Aprovação emitido pela Secretaria do Trabalho: apenas desse modo é possível ter a certificação da eficiência e qualidade do EPI. 
aprovação do EPI de acordo com as normas e o Certificado de Aprovação emitido pela Secretaria do Trabalho: apenas desse modo é possível ter a certificação da eficiência e qualidade do EPI. 

Quando devo fornecer ou utilizar um EPI?

Para cada atividade que oferece um risco para o colaborador existe um EPI correspondente. Sendo assim, é necessário contar com um profissional de SST para avaliar os riscos de cada função e disponibilizar o EPI apropriado para a proteção contra o tipo de risco específico daquela atividade, sempre que ela for exercida. 

Além de sujeitar o trabalhador a um acidente, não fornecer o EPI adequado pode causar danos jurídicos para a empresa, pois o fornecimento de EPI é legalmente exigido para a maioria dos setores, como indústria, construção, agricultura, engenharia e área da saúde. 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, todas as vezes que o trabalhador estiver exposto a riscos, sejam físicos, químicos ou ambientais, antes de adotar o EPI o empregador deve tentar as medidas de proteção coletiva (EPC). Caso isso não seja possível, é preciso adotar os EPIs. 

Quais os riscos da não utilização de um EPI?

Os riscos de não usar equipamentos são muitos, variando de cada atividade exercida, como lesão nos pulmões por respiração do ar contaminado, pancadas ou fraturas na cabeça ou outra parte do corpo, detrito ou resíduos nos olhos, fratura nos ossos, perda de audição, fratura na coluna e até mesmo morte.

Sem dúvidas, os maiores custos de um acidente são a perda da vida e lesões irreparáveis. Além disso,  a empresa se sujeita a elevados custos financeiros, perda da confiança dos colaboradores e críticas à sua imagem, bem como diminuição da produtividade  e  queda dos valores de mercado para o caso das empresas com capital aberto.

Uma única lesão por queimadura pode custar muito dinheiro em multa e honorários hospitalares, custos legais, aumento dos valores de seguro, danos à reputação e perda de produtividade.

Para proteger o colaborador e a empresa é essencial promover boas práticas de trabalho seguro, como fornecer o EPI necessário e fazer todo o possível para incentivar a conformidade do usuário.

Como escolher EPIs

Agora que você conhece a importância de usar os equipamentos de proteção individual, confira as principais dicas para fazer as escolhas certas.

Analise a necessidade de cada atividade

Como já explicamos, cada função apresenta um risco diferente e requer um EPI específico. Por exemplo, o equipamento de proteção auditiva de uma pessoa que opera uma fábrica de montagem de automóveis é diferente de um trabalhador da construção civil. Assim como a máscara indicada para um atendente de loja é diferente da máscara indicada para um(a) enfermeiro(a). 

O primeiro passo é avaliar os fatores de riscos de cada atividade: barulho, poeira, cheiro forte, colaborador em postura anti anatômica, etc. Entre os vários riscos, pode-se observar atividades que apresentam risco por impacto, por objetos pontiagudos, de temperaturas extremas, de ameaças biológicas, de poeira e de radiação. É importante ficar de olho em todos os danos que a atividade pode causar de imediato e ao longo do tempo!

Priorize a qualidade e durabilidade

O tipo de material e design das roupas de segurança determinará a durabilidade do EPI. Se você comprar um capacete fabricado com um plástico de qualidade inferior, ele não será útil por mais de algumas semanas. Portanto, escolha equipamentos que sirvam ao trabalhador por um longo tempo. Alguns vêm com tags de informações, detalhando a média de vida útil.

Lembre-se de que a integridade do item será afetada pelo ambiente em que são usados. Por isso, verifique a garantia que o fabricante oferece para saber quais problemas o plano cobre.

Quanto à qualidade, nunca se deixe levar por preços muito abaixo da média: muitas vezes o barato sai caro. Portanto, opte por EPIs com alta qualidade, com certificados de cumprimento de normas e conforto ao usuário. 

Converse com os fornecedores e entenda o produto 

Fornecedores e fabricantes são excelentes para ajudar a identificar os EPIs corretos. Muitos possuem uma equipe técnica especializada em EPI que pode orientar e apoiar você na escolha do equipamento ideal.

Todos os fabricantes respeitáveis ??garantirão que seus produtos atendam aos padrões locais e nacionais. Os fornecedores diligentes saberão ser sensíveis às diferentes necessidades de vários locais de ocupação e transportar uma ampla gama de produtos para atendê-los.
Procure optar por fabricantes com referência de qualidade e com feedbacks positivos, analise a qualidade do atendimento e o tempo de resposta, bem como a disponibilidade para esclarecer dúvidas e orientá-lo.

Existem muitas opções de preços e grande quantidade de EPIs que atendem às normas. Entretanto, ter o CA (Certificado de Aprovação) não garante que o produto seja realmente bom e ofereça conforto e proteção ao trabalhador.

Conversar com quem entende mais que você permite observar o equipamento antes de comprá-lo, bem como oferece a oportunidade de fazer perguntas sobre conformidade e obter conselhos sobre o uso e os cuidados do EPI. Além disso, a maioria dos distribuidores e fabricantes disponibilizam amostras para testes ou demonstração. 

Converse com quem você quer proteger!

Insira o colaborador no processo de escolha do EPI que ele vai utilizar: quem está diretamente envolvido na atividade é capaz de perceber pontos importantes sobre a qualidade e eficiência do EPI. Além de aumentar a qualidade da análise, essa iniciativa aumenta a confiança entre o colaborador da linha de produção e o funcionário responsável pela compra de EPI!

Como usar os EPIs corretamente

Saber utilizar corretamente é tão importante como saber comprar o EPI, pois a má utilização do EPI compromete a qualidade e a eficácia do item adquirido. Não desperdice dinheiro e não corra riscos de segurança! Ao fornecer o equipamento, é necessário treinar os funcionários sobre como usá-los. Esse processo inclui informações de como colocar, retirar e ajustar os equipamentos. A maioria dos fabricantes e distribuidores possui uma equipe técnica especializada em fazer treinamentos sem custos.

O momento do treinamento é ideal para experimentar os ajustes. Normalmente, são levados em consideração o tipo de trabalho e as características do usuário e se é necessário que ele use roupas de apoio por baixo do equipamento. Além disso, o treinamento também deve abordar a limitação do EPI, vida útil, manutenção, cuidados e descarte.

Apenas vestir o EPI não é suficiente. É importante simular as atividades de trabalho para ver como elas se encaixam.

Agora que você está atualizado sobre a importância do uso dos EPIs e sobre os elementos fundamentais para um olhar analítico dos produtos do mercado, siga as dicas e comece a planejar a aquisição dos seus equipamentos!

Gostou deste artigo? Caso queira receber mais informações relacionada a este assunto, deixe seu contato nos campos abaixo:
Sobre o autor: Nortelhttps://www.nortel.com.br/ A Nortel é a maior distribuidora de suprimentos industriais do Brasil na categoria MRO (Manutenção, Reparo e Operação). Pioneira no segmento, o principal objetivo da Nortel é simplificar a vida do seu cliente, através de seu catálogo de produtos e serviços, buscando sempre a excelência e atenção às necessidades de seus consumidores. Com capacidade de atendimento em todo o território nacional, o foco é na eficiência e pontualidade da entrega das melhores soluções, atendendo empresas de todos os portes e segmentos de mercado variados.
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Manter-me conectado
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
BuscaEPI Control
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!