Buscar por:

LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS, QUÍMICOS E TÉRMICOS

Proteção dos Membros Superiores

Favoritos:

Dúvidas:

AvaliaAvaliação:

Avalie este EPI

N° CA:44583

Situação:
VÁLIDO

Validade:
08/09/2025vencerá daqui 1745 dias

N° Processo:
14021145788202009

Natureza:
Importado

Nome Comercial (Modelo)

Luva Multiclean (Verde, Rosa, Cinza, Amarelo e Violeta)

Descrição Completa

Luva de segurança e proteção confeccionada em silicone, sem revestimento interno, com cerdas do mesmo material na região palmar

Observações (adicionada pelo Fabricante)

Clique no botão BOLETIM TÉCNICO no início da página e baixe a FICHA TÉCNICA do produto.

Fotos do Equipamento

  • CA44583 - LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS, QUÍMICOS E TÉRMICOS
  • CA44583 - LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS, QUÍMICOS E TÉRMICOS
  • CA44583 - LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS, QUÍMICOS E TÉRMICOS
  • CA44583 - LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS, QUÍMICOS E TÉRMICOS
  • CA44583 - LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS, QUÍMICOS E TÉRMICOS

Fabricante

Razão Social Importador:
VCH - IMPORTADORA, EXPORTADORA E DISTRIBUICAO DE PRODUTOS LTDA

CNPJ Importador:
10.702.092/0001-05

Nome Fantasia:
VOLK DO BRASIL

Site:
https://volkdobrasil.com.br

Cidade/UF:
OSASCO/SP

Avaliação Geral:

4,39 Bom
18 avaliações

Total de CA's
do Fabricante:304

Dados Complementares

Marcação:
Impressão no dorso

Referências:
Multiclean

Cor:
Azul, Amarela, Verde, Cinza, Rosa

Aprovado Para:
PROTEÇÃO DAS MÃOS DO USUÁRIO CONTRA AGENTES ABRASIVOS, ESCORIANTES E CORTANTES, CONTRA AGENTES TÉRMICOS (CALOR DE CONTATO) E CONTRA AGENTES QUÍMICOS (HIDROCARBONETOS SATURADOS (J), BASES INORGÂNICAS (K), BASES ORGÂNICAS (O), PERÓXIDOS (P)).

Restrições:
EPI NÃO APROVADO PARA SOLDAGEM, ARCO ELÉTRICO, FOGO REPENTINO E COMBATE A INCÊNDIO.

Observação:
I) O EPI obteve resultado de níveis de desempenho 3110X para BS EN 388, com valores variando de 1 (um) a 4 (quatro) para abrasão, rasgamento e perfuração e 1 (um) a 5 (cinco) para corte, sendo 1 (um) o pior resultado, em que: 3 - resistência à abrasão; 1 - resistência ao corte por lâmina; 1 - resistência ao rasgamento; 0 - resistência à perfuração por punção; X - resistência ao corte TDM (ensaio adicional previsto na norma EN ISO 13997, com valores variando de A a F, sendo F o melhor resultado). II) O EPI obteve resultado de níveis de desempenho X2XXXX para a EN 407:2004, em que: X - propagação de pequenas chamas; 2 - calor de contato; X - calor convectivo; X - calor radiante; X - respingos de metais fundidos; X - grandes massas de metal fundido (ferro a 1400º C). III) Os valores variam de 1 (um) a 4 (quatro), sendo 1 (um) o pior resultado. IV) O nível "0" (zero) indica que o equipamento foi testado, mas não foi aprovado para o requisito testado. EPI NÃO APROVADO PARA O REQUISITO DE PERFURAÇÃO POR PUNÇÃO. V) O código X indica que o EPI não foi ensaiado para a aplicação correspondente. VI) Luva de proteção química TIPO B. Níveis de desempenho apresentados para resistência à permeação, segundo a EN 374, com valores variando de 1 a 6, sendo 6 o melhor resultado: 1 – Metanol; 1 – Tolueno; 3 – n-Heptano; 6 - Hidróxido de Sódio 40%; 1 - Ácido Acético 99%; 3 - Hidróxido de Amônio 25%; 6 - Peróxido de Hidrogênio 30% . VII) Para a seleção e correta utilização do equipamento, verificar o disposto no Comunicado XL, disponível no link "https://sit.trabalho.gov.br/portal/index.php/seguranca-e-saude-no-trabalho/comunicados-epi?view=default".

Laudos

N° do Laudo:
EPI 10268-1/20

CNPJ do Laboratório:
87.190.161/0001-73

Razão Social:
IBTEC - INSTITUTO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DO COURO, CALCADO E ARTEFATOS

N° do Laudo:
EPI 10269-1/20

CNPJ do Laboratório:
87.190.161/0001-73

Razão Social:
IBTEC - INSTITUTO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DO COURO, CALCADO E ARTEFATOS

N° do Laudo:
EPI 10270-1/20

CNPJ do Laboratório:
87.190.161/0001-73

Razão Social:
IBTEC - INSTITUTO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DO COURO, CALCADO E ARTEFATOS

N° do Laudo:
EPI 10271-1/20

CNPJ do Laboratório:
87.190.161/0001-73

Razão Social:
IBTEC - INSTITUTO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DO COURO, CALCADO E ARTEFATOS

N° do Laudo:
EPI 10272-1/20

CNPJ do Laboratório:
87.190.161/0001-73

Razão Social:
IBTEC - INSTITUTO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DO COURO, CALCADO E ARTEFATOS

Normas

  • ABNT NBR ISO 374-1:2019
  • BS EN 388:2016 + A1:2018
  • BS EN 420:2003 + A1:2009
  • EN 407:2004

Histórico

Data da Alteração (Ordem Crescente) Ocorrência
08/09/2020 Expedido

Dúvidas sobre este CA

Declaro que, ao clicar no botão abaixo e registrar a minha dúvida, confirmo que estou
CIENTE e CONCORDO com os Termos e Condições deste serviço.
Enviar Dúvida

Este CA não possui nenhuma Dúvida registrada. Seja o primeiro a registrar!

Avalie este EPI

Sua avaliação é muito importante para toda a comunidade de Profissionais de SMS.

×
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Manter-me conectado
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
SafetyDay
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!