Buscar por:

LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES TÉRMICOS E MECÂNICOS

Proteção dos Membros Superiores

Marcar como
Favorito:

6

Registar
Dúvida:

8

Deixe sua
Avaliação:

Avalie este EPI

N° CA:32036

Situação:
VÁLIDO

Validade:
14/05/2028vencerá daqui 1421 dias

N° Processo:
19964106538202361

Natureza:
Importado

Ofertas BuscaEPI relacionadas a este EPICrie sua Cotação de EPI

Descrição Completa

Luva de segurança confeccionada em suporte têxtil, com fios de HPPE, fibra de vidro e elastano, revestimento em poliuretano na palma, dedos e dorso dos dedos; punho tricotado em elástico, acabamento em overloque. Com variações de punho em 05cm, 15cm e 25cm.

Fabricante

Razão Social Importador:
SUPER SAFETY IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA.

CNPJ Importador:
10.241.516/0001-81

Nome Fantasia:
SUPER SAFETY IMPORTACAO E EXPORTACAO

Cidade/UF:
PINHAIS/PR

Avaliação Geral:

4,40 Bom
10 avaliações

Total de CA's
do Fabricante:104

Dados Complementares

Marcação:
Impressão no dorso da luva.

Referências:
SS 1008

Cor:
Cinza.

Aprovado Para:
PROTEÇÃO DAS MÃOS DO USUÁRIO CONTRA AGENTES ABRASIVOS, ESCORIANTES, CORTANTES E PERFURANTES E CONTRA AGENTES TÉRMICOS (CALOR DE CONTATO).

Restrições:
EPI NÃO APROVADO PARA USO EM OPERAÇÕES DE SOLDAGEM E PROCESSOS SIMILARES.

Observação:
I) O EPI obteve resultado de níveis de desempenho 4X43D para BS EN 388, com valores variando de 1 (um) a 4 (quatro) para abrasão, rasgamento e perfuração e 1 (um) a 5 (cinco) para corte, sendo 1 (um) o pior resultado, em que: 4 - resistência à abrasão; X - resistência ao corte por lâmina; 4 - resistência ao rasgamento; 3 - resistência à perfuração por punção; D - resistência ao corte TDM (ensaio adicional previsto na norma EN ISO 13997, com valores de A a F, sendo F o melhor resultado). II) O EPI obteve resultado de níveis de desempenho X1XXXX para a EN 407:2004, em que: X - propagação de pequenas chamas; 1 - calor de contato; X - calor convectivo; X - calor radiante; X - respingos de metais fundidos; X - grandes massas de metal fundido (ferro a 1400º C). III) Os valores variam de 1 (um) a 4 (quatro), sendo 1 (um) o pior resultado. IV) O código X indica que o EPI não foi ensaiado para a aplicação correspondente. V) EPI não aprovado para uso em operações de soldagem e processos similares. VI) Para a seleção e correta utilização do equipamento, verificar o disposto no Comunicado XL, disponível no link "https://www.gov.br/trabalho-e-previdencia/pt-br/composicao/orgaos-especificos/secretaria-de-trabalho/inspecao/seguranca-e-saude-no-trabalho/equipamentos-de-protecao-individual-epi/comunicados-epi". VII) Demais especificações técnicas do EPI deverão ser obtidas junto ao fabricante ou importador.

Laudos

N° do Laudo:
EPI 14338/23

CNPJ do Laboratório:
87.190.161/0001-73

Razão Social:
IBTEC - INSTITUTO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DO COURO, CALCADO E ARTEFATOS

Normas

  • BS EN 388:2016 + A1:2018
  • EN 407:2020
  • ISO 21420:2020 + A1:2022

Histórico

Data da Alteração (Ordem Crescente) Ocorrência
18/01/2013 Expedido
14/11/2017 Expedido
27/06/2018 Expedido
14/05/2023 Expedido

Dúvidas sobre este CA

Declaro que, ao clicar no botão abaixo e registrar a minha dúvida, confirmo que estou
CIENTE e CONCORDO com os Termos e Condições deste serviço.
Enviar Dúvida
FRANCISCO ÉRICO FRANÇA DE SOUSA (CE), escreveu em 18/03/2024:

Dúvida: Boa tarde, estamos usando rotineiramente luvas com o CA 32036, e fomos questionado pelo nosso contratante, que analisando os dados complementares dessa luva, verificamos que o ensaio para resistência ao corte por lâmina, indicado com um X, interpretamos que esse ensaio não foi feito, essa interpretação está fazendo com que fiquemos impossibilitado de usar as luvas com esse CA. Existe alguma explicação para que possa justificar essa situação e possamos continuar usando as luvas?

  • FABRICANTE, respondeu em 19/03/2024:

    boa tarde Francisco , obrigado pela preferencia ... se possivel , favor enviar seu email para que eu consiga responder de forma mais clara . Mas a EN 388 no quesito resistencia ao corte tem duas modalidades, a primeira e que nesse caso esta com a letra X, é o teste chamado Coupe. Um teste antigo que para alguns modelos de luvas com resistencia ao corte nao contempla toda a resistencia efetiva da luva. Acaba por cegar a lamina sem que a mesma consiga cortar a luva. Isso ocorre quando a luva tem muita resistencia ao corte. Tem testes que a lamina consegue mensurar dando nivel cinco, mas tem testes que isso acaba cegando a lamina conforme falei acima. Foi o caso do nosso modelo que foi renovado recentemente . Quando isso ocorre é feito o teste chamado de TDM, muito mais efeciente que avalia em escala de eficiencia da letra A ate a letra F. Esse teste mais eficiente, alem de ser sempre lamina nova na melhor de cinco testes, tambem avalia peso da lamina em forca newton . O teste antigo COUPE é somente 5 newtons de forca para nivel 5 na escala de resistencia. O TDM que para nosso modelo deu letra D, foi usado 15 newtons de forca da lamina sobre a luva. OU seja, nesse novo teste, a luva foi bem mais alem no quesito resistencia que no metodo COUPE. Por isso nosso C.A. contempla o nivel 4X43D . Por esse motivo no c.a menciona que foi feit oteste adicional para resistencia ao corte prevista na norma iso 13997. fico no aguardo do seu email

Avalie este EPI

Sua avaliação é muito importante para toda a comunidade de Profissionais de SMS.

×
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Manter-me conectado
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!