Buscar por:

PROTETOR AUDITIVO

Proteção Auditiva

Favoritos:

2

Comentários:

13

Avaliação:

5,02 avaliações

N° CA:15624

Situação:
VÁLIDO

Validade:
07/05/2020vencerá daqui 536 dias

N° Processo:
46000002193201529

Fotos do Equipamento

  • CA15624 - PROTETOR AUDITIVO

Fabricante

CNPJ:
45.655.461/0001-30

Razão Social:
MSA DO BRASIL EQUIP E INSTRUMENTOS DE SEGURANCA LTDA

Site:
http://br.msasafety.com

Cidade/UF:
DIADEMA/SP

Avaliação Geral:

4,94 Ótimo
53 avaliações

Total de CA's
do Fabricante:257

Dados Complementares

Marcação do CA:
Nas conchas

Referências:
ABAFADOR DE RUÍDOS MSA SORDIN XLS

Aprovado Para:
PROTEÇÃO DO SISTEMA AUDITIVO D

Laudo

N° do Laudo:
098-2014 - A

CNPJ do Laboratório:
02.776.988/0001-00

Razão Social:
LAEPI - LABORATÓRIO DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO NDIVIDUAL

Normas

Norma:
ANSI S12.6 - 2008 - Método B

Comentários sobre este EPI

KAYO MEDEIROS (PB), escreveu em 13/11/2018:

Dúvida: Qual o prazo de vida últil do protetor auricular (CA 15624) e com quanto tempo se recomenda a substituição da parte interna do protetor?

ANDRESSA C. DA SILVA (PE), escreveu em 07/11/2018:

Dúvida: Boa tarde! Estou precisando do boletim técnico deste equipamento (C.A 15624). Teria como disponibilizar por email? Agradeço.

THIAGO CORDEIRO BALDISSERI (MG), escreveu em 27/07/2018:

Dúvida: Qual o prazo de validade / troca do EPI?

  • FABRICANTE, respondeu em 30/07/2018:

    Bom dia Sr Thiago,
    Para o EPI na embalagem, armazenado em local limpo e seco terá sua validade máxima de 7 (sete) anos contados a partir da data de fabricação. Para selo e espuma, deve-se considerar vida útil máxima de 2 (anos) ou 24 meses. Devendo o empregador após esse período realizar a troca do kit higiênico.Para concha e haste, após aberta a embalagem, o EPI tem sua vida útil máxima de 5 (cinco) anos, sempre respeitando a validade máxima do EPI na embalagem. Lembrando que essas são recomendações do fabricante, a periodicidade de troca do EPI ou do kit higiênico (selo e espuma) deve ser definida exclusivamente pelo empregador através da análise do departamento do SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) apoiado nos programas de PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional), PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) e PCA (Programa de Conservação Auditiva), considerando o tipo de atividade, processos, ambiente de trabalho, aplicação de uso e conservação.
    Em caso de dúvidas, permaneço a disposição.
    Atenciosamente,
    Gabriel.

ZAQUEU RODRIGUES BATISTA (PR), escreveu em 07/09/2016:

Dúvida: Eu trabalho com grupo geradores de 700kva e 550kva são 04 de 700kva e 02 de 550kva eles não são cabinados são expostos esse abafador são adequado para esse trabalho eu trabalho de 07 as 19:00hs direto.

  • SERGIO CINTRA (SP), respondeu em 19/10/2016:

    Boa tarde caro amigo.. Infelizmente não dimensiona o Ruído pela capacidade do seu gerador em gerar energia e sim em ruído. Ex: Se o sistema de exaustão possui abafador, se o motor esta com a manutenção em dia, vibrações, etc. Tudo isso influencia no índice.. Vc precisa constatar seu PPRA ou LTCAT que lá vc vai identificar o nível de pressão sonora existente no local inclusive com a indicação do tipo de proteção auditiva.. Se existe uma exposição no seu setor até 98 dB (A) este serve já que possui um atenuação em NRRsf de 22 dB(A)

NEMESIO DIAS (SP), escreveu em 18/07/2016:

Dúvida: Qual o prazo de validade deste EPI ? É necessário repor algum kit (higiene) para manter a validade ? è necessário usar em conjunto com o protetor de plug ?

  • FABRICANTE, respondeu em 18/07/2016:

    Bom dia Nemesio, por favor, observe as recomendações do Fabricante MSA abaixo. Caso tenha alguma dúvida não deixe de entrar em contato com a MSA: A parte externa do Abafador e as almofadas podem ser facilmente limpas com sabão neutro e água morna.
    As conchas, o arco e as almofadas podem se deteriorar com o tempo de uso e devem ser inspecionados periodicamente quanto à
    rachaduras e condições de selagem. Considerando condições de uso normais, estima-se um período de até cinco anos para a realização
    da troca do produto.
    As almofadas são preenchidas com espumas, que não devem ser lavadas e sim substituídas, havendo a necessidade. As partes
    desgastadas ou danificadas podem ser substituídas facilmente utilizando os Kits de Higiene da MSA.
    Use somente os Kits de Higiene da MSA para fazer as substituições.
    O Kit de Higiene deve ser substituído no mínimo a cada seis meses, em condições normais de uso, assegurando-se que o desempenho
    de atenuação de ruído seja mantido.

  • LEONARDO SILEIRAN (PA), respondeu em 25/07/2018:

    boa tarde, podem enviar material orientativo sobre a periodicidade de troca do abafador e do kit de Higiene?

  • FABRICANTE, respondeu em 27/07/2018:

    Bom dia Sr Leonardo,
    informações sobre vida útil para abafadores de ruídos foram enviadas por e-mail.
    Em caso de dúvidas, permaneço a disposição.
    Atenciosamente,

  • CRISTIANE GOMES DE OLIVEIRA (BA), respondeu em 30/08/2018:

    bom dia, podem enviar material orientativo sobre a periodicidade de troca do abafador e do kit de Higiene?

  • FABRICANTE, respondeu em 31/08/2018:

    Bom dia Sra Cristiane,
    Como solicitado, orientações sobre higiene dos protetores auditivos MSA foram enviadas por e-mail. Em caso de dúvidas, permaneço a disposição.
    Atenciosamente,
    Gabriel.

MARCUS VINÍCIUS DA SILVA MARTINEZ (SC), escreveu em 31/10/2014:

Elogio: Além de eficaz, este abafador é muito confortável! Não incomoda com o passar do tempo.

Avalie este EPI

Sua avaliação é muito importante para toda a comunidade de Profissionais de SMS.

×
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!