Buscar por:

LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS, QUÍMICOS E TÉRMICOS

Proteção dos Membros Superiores

Marcar como
Favorito:

3

Registar
Dúvida:

21

Deixe sua
Avaliação:

Avalie este EPI

N° CA:15366

Situação:
VÁLIDO

Validade:
15/05/2025vencerá daqui 1308 dias

N° Processo:
14021105679201915

Natureza:
Importado

Observações (adicionada pelo Fabricante)

Prezado cliente,

Conforme exposto na Medida Provisória nº 905, de 11 de novembro de 2019, que deu nova redação ao artigo 167 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, excluindo a previsão de emissão de Certificado de Aprovação – CA como condição para a comercialização de Equipamento de Proteção Individual – EPI e informa que os certificados – CA, não serão mais emitidos e/ou renovados pelo Ministério da Economia (extinto MTE).

Desta forma, nesse momento e até a publicação do Ato da Secretaria Especial da Previdência e Trabalho, a venda e utilização dos Equipamentos de Proteção Individual – EPI, estão condicionadas à aprovação e indicação dos laudos de ensaios realizados pelos laboratórios competentes, uma vez que não haverá renovação e/ou emissão dos certificados – CA.

O resultado do EPI está disponível na Ficha Técnicas no campo RESULTADO - NORMAS TÉCNICAS, no site www.danny.com.br

Envie um e-mail para danny@danny.com.br ou ligue (11) 3133-5766.

Atenciosamente,
DEPARTAMENTO TÉCNICO

Descrição Completa

Luva de segurança confeccionada em malha de algodão, totalmente revestida em látex natural reforçado, revestimento espesso antiderrapante, acabamento corrugado na palma, dedos e dorso, punho reto.

Documentação Adicional (adicionada pelo Fabricante)

Fabricante

Razão Social Importador:
DVT COMERCIO, IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA

CNPJ Importador:
07.439.329/0001-00

Nome Fantasia:
DANNY

Cidade/UF:
BALNEARIO CAMBORIU/SC

Avaliação Geral:

4,67 Ótimo
3 avaliações

Total de CA's
do Fabricante:90
Total de RA's
do Fabricante:8

Dados Complementares

Marcação:
Gravação no dorso

Referências:
DA-SL530

Cor:
Laranja

Aprovado Para:
PROTEÇÃO DAS MÃOS DO USUÁRIO CONTRA AGENTES ABRASIVOS, ESCORIANTES, CORTANTES E PERFURANTES, CONTRA AGENTES TÉRMICOS (PEQUENAS CHAMAS, CALOR DE CONTATO, CONVECTIVO, RADIANTE E METAIS FUNDIDOS), CONTRA AGENTES TÉRMICOS (FRIO) E CONTRA AGENTES QUÍMICOS (AMINAS (G), ÉSTERES (I), HIDROCARBONETOS SATURADOS (J), BASES INORGÂNICAS (K), ÁCIDOS ORGÂNICOS (N), PERÓXIDOS (P) E ALDEÍDOS (T)).

Restrições:
EPI NÃO APROVADO CONTRA SOLDAGEM, ARCO ELÉTRICO, FOGO REPENTINO E COMBATE A INCÊNDIO.

Observação:
I) O EPI obteve resultado de níveis de desempenho 2141B para BS EN 388, com valores variando de 1 (um) a 4 (quatro) para abrasão, rasgamento e perfuração e 1 (um) a 5 (cinco) para corte, sendo 1 (um) o pior resultado, em que: 2 - resistência à abrasão; 1 - resistência ao corte por lâmina; 4 - resistência ao rasgamento; 1 - resistência à perfuração por punção; B - resistência ao corte TDM (ensaio adicional previsto na norma EN ISO 13997, com valores variando de A a F, sendo F o melhor resultado). II) O EPI obteve resultado de níveis de desempenho 134244 para a EN 407:2004, em que os valores variam de 1 (um) a 4 (quatro), sendo 1 (um) o pior resultado: 1 - propagação de pequenas chamas; 3 - calor de contato; 4 - calor convectivo; 2 - calor radiante; 4 - respingos de metais fundidos; 4 - grandes massas de metal fundido (ferro a 1400º C). III) O EPI obteve nível de desempenho “1” para o requisito de resistência à penetração de água da EN 511:2006, sendo que "1" indica que não houve penetração de água. IV) O EPI obteve resultados de nível de desempenho "1", no ensaio de isolamento térmico, e "1", no ensaio de resistência térmica, para EN 511:2006, com valores variando de 1 (um) a 4 (quatro), sendo 1 (um) o pior resultado. V) Luva de proteção química TIPO A. Níveis de desempenho apresentados para resistência à permeação, segundo a EN 374, com valores variando de 1 a 6, sendo 6 o melhor resultado: 1 – Acetona; 1 – Acetonitrila; 1 - Diclorometano; 1 - Sulfeto de Carbono; 1 - Tolueno; 3 - Dietilamina; 2 - Acetato Etílico; 2 - n-Heptano; 6 - Hidróxido de Sódio 40%; 1 - Ácido Sulfúrico 96%; 3 - Ácido Acético 99%; 1 - Hidróxido de Amônio 25%; 2 - Peróxido de Hidrogênio 30%; 6 - Formaldeído 37%. VI) Não utilizar para procedimentos cirúrgicos e demais procedimentos hospitalares. VII) Demais especificações técnicas do EPI deverão ser obtidas junto ao importador.

Laudos

N° do Laudo:
1 112 242-203

CNPJ do Laboratório:
60.633.674/0001-55

Razão Social:
IPT/SP - INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS

N° do Laudo:
1 112 243-203

CNPJ do Laboratório:
60.633.674/0001-55

Razão Social:
IPT/SP - INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS

N° do Laudo:
ELA/L-313.019/19

CNPJ do Laboratório:
53.020.152/0001-12

Razão Social:
L. A. FALCÃO BAUER - CENTRO TECNOLÓGICO DE CONTROLE QUALIDADE LTDA

N° do Laudo:
EPI 9305/19

CNPJ do Laboratório:
87.190.161/0001-73

Razão Social:
IBTEC - INSTITUTO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DO COURO, CALCADO E ARTEFATOS

Normas

  • BS EN 16523-1:2015
  • BS EN 420:2003 + A1:2009
  • DIN EN 374-4: 2014
  • DIN EN 388/2017
  • EN 374-1:2016
  • EN 374-2:2014
  • EN 407:2004
  • EN 420:2010
  • EN 511:2006

Histórico

Data da Alteração (Ordem Crescente) Ocorrência
12/05/2009 Expedido
06/08/2010 Expedido
06/01/2015 Expedido
24/12/2019 CA Vencido
15/05/2020 Expedido

Dúvidas sobre este CA

Declaro que, ao clicar no botão abaixo e registrar a minha dúvida, confirmo que estou
CIENTE e CONCORDO com os Termos e Condições deste serviço.
Enviar Dúvida
FABIO LONGO (SP), escreveu em 16/11/2020:

Dúvida: Bom dia.Gostaria de saber a vida útil do EPI com C.A 15366. Qual a periodicidade no fornecimento?

De quanto em quanto tempo tenho que substituir?

Avalie este EPI

Sua avaliação é muito importante para toda a comunidade de Profissionais de SMS.

×
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Manter-me conectado
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
BuscaEPI Control
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!