Buscar por:

LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS E QUÍMICOS

Proteção das Mãos e Braços

Favoritos:

1

Comentários:

6

Avaliação:

5,01 avalição

N° CA:33635

Situação:
VENCIDO

Validade:
17/10/2018venceu há 61 dia

Notas Técnicas relacionadas:

NOTA TÉCNICA N° 146/2015/CGNOR/DSST/SIT/MTPSEsclarece questões relacionadas à validade de EPI e à validade do Certificado de Aprovação de EPI.

N° Processo:
46000005501201314

Fotos do Equipamento

  • CA33635 - LUVA PARA PROTEÇÃO CONTRA AGENTES MECÂNICOS E QUÍMICOS

Fabricante

CNPJ:
51.760.080/0001-14

Razão Social:
PROMAT INDUSTRIA E COMERCIO LTDA

Nome Fantasia:
PROMAT

Site:
http://www.promat.com.br/

Cidade/UF:
SAO PAULO/SP

Avaliação Geral:

4,56 Ótimo
16 avaliações

Total de CA's
do Fabricante:184

Dados Complementares

Marcação do CA:
Na etiqueta

Referências:
725

Aprovado Para:
PROTEÇÃO DAS MÃOS DO USUÁRIO C

Observação:
Os níveis de desempenho para a EN 388:2003 variam de 0 (zero) a 4 (quatro) para abrasão, rasgamento e perfuração e 0 (zero) a 5 (cinco) para corte, sendo 0 (zero) o pior resultado. A luva de segurança referência "725" obteve resultado de níveis de desempenho 3021, em que: 3 - Resistência à abrasão; 0 - Resistência ao corte por lâmina; 2 - Resistência ao rasgamento; 1 - Resistência à perfuração por punção.

Laudo

N° do Laudo:
1 047 547-203/2013

CNPJ do Laboratório:
60.633.674/0006-60

Razão Social:
IPT/FRANCA - INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS

Normas

Norma:
BS EN 388:2003

Norma:
MT 11:1977

Norma:
EN 420:2003

Comentários sobre este EPI

AYRON PEREIRA MIRANDA (MT), escreveu em 04/04/2017:

Dúvida: Boa tarde. Minha pergunta é sobre os graus de resistência para as seguintes situações: abrasão, corte, rasgo e perfuração?

  • FABRICANTE, respondeu em 04/04/2017:

    Oi Ayron, a nota de desempenho desta luva é 3021.

JADSON - TST (SP), escreveu em 20/07/2016:

Dúvida: Sobre a Classe C, é possível haver algum modelo que proteja contra todo tipo de hidrocarboneto? O problema é que alguns funcionários utilizam óleo solúvel e óleo de corte, não sendo possível separar e fornecer por tipo de hidrocarboneto.

  • FABRICANTE, respondeu em 25/07/2016:

    A norma MT11 refere-se a hidrocarbonetos aromáticos e alifáticos, as luvas nitrílicas (alguns modelos) possuem resistência a ambos, por favor informar qual o tipo de atividade realizada.

    No aguardo

  • JADSON - TST (SP), respondeu em 25/07/2016:

    Trabalho com máquinas de usinagem de metais (torno, fresa, usinagem convencional etc) que utilizam ora óleo de corte, ora óleo solúvel, e pela FISPQ aparentemente os funcionários costumam estar expostos a ambos agentes.

JADSON - TST (SP), escreveu em 20/07/2016:

Dúvida: Sobre a Classe C, é possível haver algum modelo que proteja contra todo tipo de hidrocarboneto? O problema é que alguns funcionários utilizam óleo solúvel e óleo de corte, não sendo possível separar e fornecer por tipo de hidrocarboneto.

Avalie este EPI

Sua avaliação é muito importante para toda a comunidade de Profissionais de SMS.

×
Publicidade:
×
E-mail:
Senha:
Entrar
Esqueci Senha | Cadastre-se
×
Enviar Lista de EPIs por E-mail
Remetente:
E-mail Remetente:
Destinatário:
E-mail Destinatário:
Mensagem:
Enviar
×
Minha Lista de EPIs Nenhum Item
×

O que é CA?

O CA - Certificado de Aprovação - é um documento emitido pelo Ministério do Trabalho e Emprego que tem por finalidade avaliar e manter um padrão nos equipamento de proteção.

A NR6 - que regulariza os equipamentos de proteção individual - exige que todo equipamento de proteção individual, de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a marcação do CA.

Para se obter um CA, o fabricante ou importador, deve enviar uma amostra do equipamento para um laboratório autorizado, o laboratório faz testes com esse equipamento e emite um laudo com as características do produto. Esse laudo é enviado ao MTE para emissão do CA que garantirá o padrão dos equipamentos que devem obedecer as especificações presentes no laudo.

Como funciona o Portal ConsultaCA.com? Assista nosso vídeo!